Miami com a pequena Lia

Miami com a pequena Lia

Olá!!

Já faz mais de 1 mês, mas no começo de julho a pequena Lia fez sua primeira viagem internacional.

Pensamos em alguns destinos, mas optamos por Miami pelo tempo de viagem, pela prainha e porque conseguimos usar as nossas milhas!!

Apesar de ter dado tudo certo, ficamos um pouco atrapalhados e não conseguimos fazer fotos para o post… Mas resolvi escrever mesmo assim para compartilhar algumas dicas que achei legais para quem vai viajar com os pequenos.

Bom, não sou muito organizada, mas vou tentar separar por itens. Vamos lá!!

 

Antes da viagem
Antes de começar a planejar a viagem, providenciamos o passaporte da Lia. Na verdade, como eu tenho dupla nacionalidade (brasileira e japonesa) e a Lia também tem direito, são dois passaportes.

Solicitei o passaporte japonês no Consulado Geral do Japão. A grande vantagem é que não precisamos do visto americano, apenas do ESTA, uma autorização de viagem. O passaporte japonês para pessoas menores de 20 anos tem validade de 5 anos.

O passaporte brasileiro para crianças tem validade mais curta (para crianças de 0 a 1 ano, por exemplo, a validade é de 1 ano) e caso apenas um dos genitores compareça para fazer o requerimento, é preciso reconhecer firma POR AUTENTICIDADE do outro genitor no formulário de autorização. Nós havíamos feito o reconhecimento de firma “comum” e o meu marido teve que ir até o DPF para não termos que voltar em um outro dia.

 

No avião
Na hora de reservar as passagens, escolhemos vôos noturnos para que a Lia fosse dormindo e deu super certo. Ela acordou algumas vezes, mas de maneira geral se comportou muito bem! Na ida, levei frutas e 2 refeições congeladas para emergências.

O carrinho pode ser usado até o momento de entrar no avião, não é preciso despachar junto com as malas. Nós levamos o canguru na bagagem de mão e foi ótimo, principalmente depois de descer do avião, para ficar com os braços livres para carregar a bagagem ou os documentos e porque é bem menos cansativo do que segurar o bebê no colo.

 

Hospedagem
Ficamos na dúvida: casa ou hotel? Existem muitas opções de casa/apartamento para alugar, mas optamos por ficar em hotel pela comodidade (camareira, piscina, estacionamento com manobrista…) e por ter berço disponível caso seja solicitado.

 

Transporte
Acho que a melhor opção em Miami é alugar um carro, porque as coisas ficam mais afastadas e com uma criança, sempre tem muita coisa para carregar: carrinho, canguru, bolsa do bebê, água, lanche…

Alugamos um carro pela internet e pegamos no aeroporto de Miami. Dá para alugar o car seat também, mas nós compramos um logo que chegamos, usamos lá e trouxemos para o Brasil.

 

Alimentação
A Lia já come “comida de adulto” e continua mamando no peito. Isso facilitou muito, pois não tivemos que nos preocupar com leite, mamadeira e nem papinha. Mesmo assim, passamos no supermercado para comprar frutas e um pouco de papinha orgânica pronta para emergências. A Lia nunca tinha comido essas papinhas prontas, mas experimentei dar uma vez durante a viagem e uma vez no avião e ela aceitou super bem. O ideal é dar comida fresca, mas em uma viagem sempre tem imprevistos: a refeição acaba saindo muito tarde, a comida é muito condimentada, o vôo pode atrasar, etc.

Existem muitos lugares ótimos para comer em Miami, mas não existem muitos restaurantes de comida japonesa bons… Uma sugestão é o Gyu-Kaku, rede de restaurantes com matriz no Japão, que serve um “churrasco japonês”. Existem algumas unidades espalhadas pelos EUA e chegou em Miami em 2014.

DSC01544

E a dica mais importante para os restaurantes em Miami: é recomendável fazer reserva. O site OpenTable funciona super bem!

 

Passeios
Miami Beach: Nós íamos cedinho para a praia e depois ficávamos um pouco na piscina. O nosso hotel era pé na areia e ofereciam cadeiras e toalhas de graça na praia e na piscina (muitos hotéis cobram por isso).

IMG_0585

IMG_3129

Wynwood Arts District: Bairro que foi revitalizado e ganhou muitos murais coloridos e galerias de arte. Tem obras de artistas brasileiros também, como OSGEMEOS e Eduardo Kobra.

IMG_3195

Lincoln Road: Avenida fechada para pedestres, é um shopping a céu aberto. É gostoso caminhar pela avenida e almoçar ou tomar café nas mesas ao ar livre.

 

Compras
Estando em Miami, não tem como não fazer compras, né? Dessa vez o foco foram coisinhas para a Lia e para a Artezakka. Existem muitos sites com dicas de compras em Miami, bem completos. Vou citar apenas algumas lojas que acho legais:

Amazon: Adiantamos algumas compras pelo site da Amazon para economizar tempo. Alguns hotéis cobram uma taxa para receber as compras, é bom consultar antes para evitar surpresas.

Buy Buy Baby: Loja de produtos infantis. Compramos o car seat em uma loja perto do aeroporto.

Whole Foods: Rede de supermercados natureba, com ótimas opções de produtos orgânicos. Dá até para comprar uma comidinha pronta para uma refeição rápida.

Sawgrass Mills: Existem muitos outlets na região, mas esse é o maior e é bem completo.

Jo-Ann: Loja especializada em tecidos e crafts. Eu fico doida nessa loja, querendo comprar tudo!!

Michael’s: Loja de produtos para craft. Tem bastante coisa para pintura e encadernação.

Party City: Loja de coisas para festa. Trouxemos enfeites para a festa de 1 ano da Lia.

 

Espero que tenham gostado!!